ana

é dezembro e ele vem,
você já abriu as janelas?
confirmaram os astrônomos
sua trajetória de luz
c-2021 a1 ou leonard o cometa
em breve brilhará no seu céu.
um corpo celeste comportado
em mergulho ao sul do equador
e chega sua vez de segurá-lo
aos olhos, ao pôr-do-sol
íris prateada deslizando no azul.

ele vem como já veio
ao planalto, à estrada real,
aos lugares que você habita
você acredita?
estrela-guia
luz plasmática
do êxtase
pra cortar o céu
e todo o seu mapa
tal como fez com aquelas
que a antecederam.

eu lembro da sua voz turva
as mãos vermelhas
na rua vergueiro
no sindicato, na última reunião
os pés na terra
anunciando o fim do mundo
a idade das pedras
e agora com os olhos ao céu
você pode esperar em deleite
o encontro do corpo
com a luz.

ele vem, você já o vê?
flama em calda,
logo não será mais noite,
pode fazer seu pedido.

Este poema faz parte do projeto verão. A leitura de ana pode ser vista aqui.

Um comentário sobre “ana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s